11 receitas de orelha de gato que são o par perfeito para um cafezinho

Escrito por                          

A orelha de gato é um doce de origem italiana que é bem difundido pelas terras tupiniquins. O preparo mais tradicional é o que combina o bolinho frito com açúcar por fora. Há também versões incrementadas, como a com leite condensado. Confira uma seleção de receitas desse aperitivo para complementar seus lanches:

1. Orelha de gato da vovó

Para preparar esse biscoito é preciso combinar os ingredientes da massa em um bowl. Após isso, é hora de sovar, cortar e dobrar o doce no formato característico. Depois da fritura, deve-se passar o doce no açúcar refinado, deixando daquele jeitinho que a vovó faz!

2. Orelha de gato para saborear com a família

Essa versão do bolinho vai deixar o cafezinho em família ainda mais gostoso. A massa leva ingredientes tradicionais como leite, açúcar e farinha. Quando o preparo já está sovado, é necessário abrir, cortar e montar o biscoito. O açúcar e a canela em pó são usados para empanar.

3. Orelha de gato com açúcar e canela

A mistura dos ingredientes dessa opção de orelha de gato também é feita em um bowl. As instruções em relação a massa seguem o preparo mais clássico do bolinho e a finalização fica por conta da combinação inconfundível – e irresistível – do açúcar com a canela.

4. Orelha de gato com essência de baunilha

O toque especial da massa dessa versão do doce é a essência de baunilha – que dá aquele gostinho de quero mais. O bolinho também conta com uma textura macia que é de deixar qualquer um salivando. Para finalizar, você vai precisar apenas de açúcar e canela.

5. Orelha de gato com leite condensado

Achava que não era possível deixar esse doce ainda mais delicioso? Pois a versão da orelha de gato com leite condensado vai te provar o contrário. O ingrediente é utilizado para substituir o leite e torna o prato ainda mais docinho. Além disso, o bolinho é passado no açúcar refinado.

6. Orelha de gato com fermento químico

Essa receita utiliza o fermento em pó químico para dar uma textura fofinha ao doce. A massa é feita em um recipiente, aberta, cortada e frita. A canela e o açúcar são usados para finalizar o biscoito e deixá-lo com aquela “pegada” de comfort food.

7. Orelha de gato com fermento biológico

Aqui, o fermento biológico seco é usado para compor a massa do doce. Os demais ingredientes são ovo, farinha de trigo, margarina, açúcar, sal e leite. Um diferencial dessa receita é o uso da calda de açúcar, além da canela, para dar o toque final da orelha de gato.

8. Orelha de gato com raspas de limão e cravo em pó

A massa dessa versão do doce conta com dois ingredientes especiais e muito saborosos: o conhaque e as raspas de limão. Outro destaque da receita é a combinação incrível de canela, açúcar e cravo em pó utilizada para polvilhar o bolinho.

9. Orelha de gato para café da tarde

Para preparar essa versão do doce é preciso combinar a farinha de trigo com cachaça, açúcar, fermento, ovo, leite, óleo, sal e fermento. A finalização do biscoito é a mais tradicional possível e só é preciso polvilhá-lo em açúcar e canela.

10. Orelha de gato sem glúten e sem lactose

Essa versão usa leite de coco, fécula de batata, goma xantana e leite de coco para compor a massa do doce – portanto, não leva glúten e nem lactose. Além disso, a orelha de gato conta com os sabores especiais da cachaça, do açúcar demerara e das raspas de limão.

11. Orelha de gato vegana

Os veganos também poderão aproveitar desse doce que tem gostinho de casa de vó. Nessa opção de massa do biscoito frito, utiliza-se apenas cinco ingredientes: água, farinha, fermento, sal e a vodka. Depois de fritar, é só finalizar o prato com açúcar e canela.

Essas receitas mostram o quanto o preparo da orelha de gato é simples e pode ser feito de diferentes formas. O resultado é um doce que vai bem com café ou chá no lanche da tarde. Além disso, é uma boa pedida para fazer quando as crianças estão em casa. Veja também receitas de sequilhos de maizena e bolinho de chuva simples!

PARA VOCÊ